Fechar Menu [x]
Novos Posts

#LugarCult: Conheça o Espaço que Apresenta Teatro para Bebês!

Artes e Espetáculos | Leonardo Cássio | LUGARCULT 14/12/16 - 02h Leonardo Cassio

299-sobrevento

Quem tem filho pequeno, de até dois anos mais ou menos, sabe da dificuldade de se encontrar programas culturais dedicados aos bebês ou atividades em que eles possam acompanhar os pais sem que alguém fique olhado torto a cada resmungada da criança. Não estou falando de atividades como tirar foto com Papai Noel ou ir às lojas de brinquedos em shoppings centers. Refiro-me a exposições, teatros, cinemas e espetáculos musicais voltados à primeira infância.

Justamente para suprir essa lacuna, surgiu o Grupo Sobrevento, fundado em novembro de 1986. Com três décadas de existência, o Sobrevento dedica-se a pesquisa aplicada de teatro de animação de bonecos, formas e objetos. O espetáculo “Meu Jardim”, por exemplo, que a Cult Cultura assistiu em outubro, utiliza-se da música, dos sons e ruídos de objetos e bonecos para conquistar crianças entre 6 meses e 3 anos (havia criança com mais de 3 anos, também).

O Espaço Sobrevento foi fundado em 2009 no bairro do Brás, uma região que claramente precisa de espaços como esse. Lá, o grupo desenvolve as pesquisas e realiza as apresentações aos pequenos. Na entrada do espaço, antes do espetáculo, um dos responsáveis pelo grupo brinca com os quase 80 pais ou responsáveis das crianças – 40 no total – que o sonho deles é que os pais não entrassem no espetáculo para que os pequenos ficassem à vontade para brincar. Dá para entender o porquê do recado.

sobreventoTímidas, bastam 5 minutos de músicas e de falas em um tapete bem colorido, que simula o árido sertão, com uma iluminação que intensifica tal percepção (o espetáculo ocorreu às 10h de um domingo quente e o galpão é um forno, o que fez vivermos realmente um clima de sertão), uma criança e outra arriscam avançar em direção ao protagonista e aos bonecos espalhados pelos cantos do espaço cênico. Os adultos começam a frear os pequeninos no que, sem sair do papel, o protagonista move-se para dissuadi-los de tal atitude, fazendo com que as crianças mais corajosas interajam com o espetáculo. Nos minutos finais, a coisa transforma-se em um verdadeiro parque de diversões, com bebês rolando, algumas crianças mais velhas correndo e mexendo nos bonecos e objetos e alguns papais e mamães babonas rindo mais do que os filhos.

É um trabalho bem singelo e delicado. Fazer teatro sensorial para um público tão específico e, ainda, ter que segurar um outro público, o adulto, ao mesmo tempo, requer habilidade e talento. Particularmente, considerei “Meu Jardim” um trabalho muito bonito e bem executado, sublinhando que falamos de teatro de pesquisa, o que é quase sinônimo, no Brasil, de falta de recursos para se sustentar.

Nestes 30 anos, o Grupo Sobrevento concebeu 18 espetáculos de teatro de bonecos, fantoches e objetos. Em um primeiro momento, somos intuídos a crer que espetáculos de bonecos são apenas para crianças. Ledo engano. A maior parte é para adultos, como “Beckett“, baseado na obra do mestre irlandês Samuel Beckett. Há outros, como “Orlando Furioso“, “O Cabaré dos Quase-Vivos“, “Sala de Estar” e “Submundo“.

O Sobrevento também realiza espetáculos fora da sua sede, tendo rodado a maior parte dos estados brasileiros. Além disso, já se apresentou no Chile, Colômbia, Peru, Argentina, México, Angola, Espanha, Escócia, Irlanda, Suécia, Estônia e até no Irã, sempre com ótima repercussão. O grupo integra mostras e festivais nacionais e internacionais, e foi premiado pelo Ministério da Cultura com o Prêmio Estímulos, pela APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte -, e pelo edital Myriam Muniz, justamente com o espetáculo “Meu Jardim”.

Toda essa riqueza teatral pode ser conferida no Espaço Sobrevento, que até dia 18 dezembro está com 2 espetáculos em cartaz: “Só”, para público adulto, e “Terra”, para crianças até 3 anos (considerem 5 anos), ambos gratuitos.

No site do Sobrevento há todas os dados do grupo, histórico, fotos e agenda dos espetáculos, oficinas e workshops, também ministrados no espaço. Clique aqui e conheça!

Tags: , , ,