Fechar Menu [x]

Cecilia Paredes e a Arte como Coisa de Pele

Artes Visuais | Leonardo Cássio 04/02/15 - 08h Leonardo Cassio

Cecilia-Paredes (6)

Certos artistas possuem fixação por algum assunto que acaba servindo de inspiração temática para sua criação. No caso de Cecilia Paredes, seu amor pela natureza fez com que criasse uma obra singular, conceitualmente única.

E “natureza”, na criação de Cecilia Paredes, têm dois sentidos: natureza como mundo natural, espaço de plantas, animais e paisagens, e natureza como estado de espírito interior, a natureza humana.

A obra de Cecilia Paredes é um misto de fotografia, pintura e performance. Na série “Landscape” a artista pinta seu corpo igual a papéis de parede, criando uma fusão que beira a camuflagem. Beira porque os cabelos negros acusam onde a artista está, sendo o único ponto de não fusão com o papel de parede.

São cerca de 7 horas de preparação da pintura na pele antes do clique da fotografia, que mescla uma decoração bi e tridimensional. A artista relata que utiliza o próprio corpo na concepção das fotos por se tratar de um trabalho autobiográfico e que, somente sendo objeto cênico, tem controle total do resultado que almeja.

A questão da estética, dessa fusão entre corpo e papel de parede vai além da proposta autobiográfica. Há um quê de darwinismo: adaptação. O ser humano está em constante mudança devido ao meio em que está inserido e, portanto, deve-se adaptar para conseguir sobreviver. É a natureza da vida.

Cecilia-Paredes

Cecilia-Paredes (2)

Cecilia-Paredes (3)

Cecilia-Paredes (4)

Cecilia-Paredes (5)

Imagens: Divulgação @Cecilia Paredes

Tags: , , , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Leonardo Cassio

Leonardo Cassio

Sócio-diretor da Carbono 60 - Economia Criativa, Leonardo Cassio é publicitário, jornalista e amante da sétima arte. Lê de mangá a física quântica e tem uma tatuagem do Pearl Jam.

RELACIONADOS