Fechar Menu [x]

“Diálogo no Escuro”: Uma Exposição Para Não Ver, Apenas Sentir <3

Artes Visuais | Thais Polimeni 17/02/16 - 05h Thais Polimeni

29-dialogos-no-escuro

Já imaginou você visitar uma exposição sem vê-la? Uma exposição em que você pode usar outros sentidos, como olfato, tato, audição, mas sem a visão?

É isso que acontece na exposição “Diálogo no Escuro“, cuja primeira versão foi lançada em 1989, quando Andreas Heinecke, diretor da empresa alemã Dialogue Social Enterprise*, foi convidado a desenvolver um programa de reabilitação para um colega deficiente visual. No Brasil, a experiência tem curadoria da Calina Projetos e o visitante é convidado a percorrer quatro ambientes: parque, cidade, mercearia e bar, totalmente sem luz e guiados por deficientes visuais.

Ao longo de dois meses, a Fundação Dorina Nowill e a Consolidar Dorina, em conjunto com a Dialogue Social Enterprise, selecionaram 16 guias sensoriais para a exposição. Os grupos receberam um treinamento completo para lidar com as dificuldades do público e ao mesmo tempo foram preparados para que pudessem trabalhar com confiança e sensibilidade. Desde a primeira exibição até hoje, mais de sete mil deficientes visuais de todo o mundo tiveram a oportunidade de serem reinseridos no mercado de trabalho. Um projeto cultural que vai além das fronteiras visuais, promovendo inclusão e reflexão de todas as pessoas da sociedade!

A jornalista Sandra Annenberg e o ator Antônio Fagundes já visitaram a exposição e adoraram: “O mais impressionante é se colocar no lugar de um deficiente visual e ‘ver’ o que ele passa, que não é nada fácil”, comentou a jornalista.

As visitas acontecem em grupos de até oito pessoas, mediante agendamento pelo site, e duram entre 45 e 60 minutos. Após percorrer todos os espaços, os visitantes são convidados a compartilhar a sua experiência com os outros participantes e dialogar com o seu guia, tendo a oportunidade de tirar suas dúvidas sobre a exibição e, mais ainda, sobre a vida cotidiana dele.

A Exposição Diálogo no Escuro é realizada com apoio das Leis Rouanet e ProAC, de incentivo à cultura, e com patrocínio e apoio da Cielo, Apex, Drogaraia, Drogasil, Açaí Frooty, White Martins, ViaQuatro, CSN, ÓTIMA, Fundação Dorina Nowill e Instituto Laramara. A mostra já percorreu mais de 32 países como Alemanha, Argentina, Áustria, China, Coreia do Sul, Índia, Israel, Itália, Japão, Rússia, entre outros, e foi visitada por mais de 8 milhões de pessoas.

Exposição Diálogo no Escuro
Até dia julho de 2016 na Unibes Cultural, em São Paulo e até outubro no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro [informação atualizada em 22/02/2016]
Ingressos (com horários disponíveis): http://bit.ly/expodialogonoescuro
Preços: R$12,00/ R$6,00 (meia)
Sábado: R$30,00 / R$15,00 (meia)

Unibes Cultural
Rua Oscar Freire, 2500, ao lado do Metrô Sumaré

* A Dialogue Social Enterprise é uma empresa com sede na Alemanha e que atua no mundo todo facilitando a inclusão social das pessoas com deficiência, desfavorecidas e idosas.

Tags: , , ,