Fechar Menu [x]

ESPECIAL Roteiros de São Paulo: o Cinza Dando Lugar às Inúmeras Cores do Grafite

Artes Visuais | Leonardo Cássio | Patrimônio | Roteiros de São Paulo 12/03/15 - 02h Leonardo Cassio

Gemeos_São Paulo

Maior metrópole do hemisfério sul, a cidade de São Paulo está passando por uma repaginada em seu layout. Conhecido reduto de contracultura, a capital paulista concentra um movimento antigo de grafiteiros, iniciado nos anos 80.

Na época, o grafite tinha mais viés de forma de protesto do que expressão artística e por muito tempo os grafiteiros foram taxados de arruaceiros e baderneiros. Os tempos mudam. Hoje o grafite é uma das mais conhecidas formas artísticas do mundo, intimamente ligado ao contexto urbano, à vida das grandes metrópoles.

E os artistas brasileiros estão entre os mais renomados do planeta. OsGemeos, Kobra e Nunca são alguns dos muitos nomes tupiniquins que estão em galerias ou obras a céu aberto mundo afora (leia matéria sobre o Art District em Miami).

Acontece que o frisson do grafite tomou conta da cidade que há anos luta contra sua popularização. A atual gestão do prefeito Fernando Haddad potencializou um movimento de políticas públicas para criação de espaços abertos de grafite, iniciado desde o período pré Copa do Mundo do Brasil, com a criação de um corredor de grafite na Zona Leste de São Paulo, entre as Estações Patriarca e Corinthians-Itaquera do Metrô, chegando à criação de um dos maiores corredores de grafite da América Latina, o Corredor da Avenida 23 de Maio.

Longe de ser unanimidade entre os paulistanos, a grafitagem de amplos espaços públicos tem entre os críticos duas principais reclamações: a concentração de grafites em áreas centrais em detrimento de áreas periféricas, carentes de atividades artísticas e culturais e a descaracterização de patrimônio material, como o polêmico caso dos Arcos do Jânio.

Entre prós e contras, o fato é que o grafite está instituído em São Paulo e a Secretaria Municipal de Turismo  (SPTuris) elaborou um Roteiro Urbano (disponível em português e inglês), que pertence aos Roteiros Temáticos da instituição, apresentando os locais da cidade onde há exposições permanentes e temporárias de grafiteiros.

Túnel da Paulista, Corredor 23 de Maio, Bairro da Vila Madalena e Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) são alguns dos pontos com obras dos já citados OsGemeos, Nunca e Kobra, além de Chivitz & Minhau e Binho Ribeiro (artistas que a Cult já realizou trabalhos – leia aqui e fotos no Flickr), entre outros.

Baixe aqui o roteiro e divirta-se conhecendo uma nova São Paulo!

Tags: , , , , , , , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Leonardo Cassio

Leonardo Cassio

Sócio-diretor da Carbono 60 - Economia Criativa, Leonardo Cassio é publicitário, jornalista e amante da sétima arte. Lê de mangá a física quântica e tem uma tatuagem do Pearl Jam.

RELACIONADOS