Fechar Menu [x]

Kandinsky em São Paulo (e onde mais você quiser!)

Artes Visuais | Literatura | Multicultural | Patrimônio | Thais Polimeni 23/06/15 - 01h Thais Polimeni

kandinsky-banner

No mês de julho, chega a São Paulo a exposição “Kandinsky: tudo começa num ponto” com obras do artista russo divididas em 5 blocos no CCBB: “Kandinsky e as raízes de sua obra em relação com a cultura popular e o folclore russo”, “Kandinsky e o universo espiritual do xamanismo no Norte da Rússia”, “Kandinsky na Alemanha e as experiências no grupo Der Blaue Reiter, vida em Murnau”, “Diálogo entre música e pintura: a amizade entre Kandinsky e Schonberg” e “Caminhos abertos pela abstração: Kandinsky e seus contemporâneos”. A entrada é gratuita e a exposição fica em cartaz de 9 de julho a 28 de setembro de 2015, de quarta a segunda, das 9h às 21h.

No início de 2015, as obras de Kandinsky caíram em domínio público, o que quer dizer que podem ser usadas livremente por qualquer pessoa, sem restrições, necessidade de pagamento de Direito Autoral ou solicitação de autorização para uso. Ou seja, você pode ir à exposição, escolher a obra que mais gostar, procurar na internet e fazer uma linda impressão para decorar sua casa ou escritório, sem infringir a famigerada lei de Direitos Autorais.

“Mas como uma obra cai em domínio público?” Aqui no Brasil, uma obra é tornada pública a partir do primeiro dia do ano seguinte em que se completam 70 anos da morte do autor brasileiro. Nos EUA, isso varia de acordo com a obra em que foi produzida. No geral, os países seguem o mesmo sistema seguido pelo Brasil, variando de 50 a 70 anos.

Assim como Kandinsky, outros autores tiveram suas obras tornadas públicas desde 1 de janeiro deste ano, como Munch (da obra “O Grito”), Mondrian (famosíssimo entre os estudantes de Publicidades), Saint-Exupéry (“O Pequeno Príncipe”).

Portanto, agora você pode para reproduzir, copiar, criar obras derivadas ou remixar as obras desses autores e ninguém vai ficar #chatyado.

Veja aqui a lista completa de obras que caíram em domínio público em 2015.

Kandinsky: tudo começa num ponto
De 9 de julho a 28 de setembro de 2015
De quarta a segunda-feira, das 9h às 21h
Grátis

CCBB-SP
Rua Álvares Penteado, 112.
Centro – São Paulo
Informações: 11 3113-3651 ou 11 3113-3649

Fontes: Brasil Post e Catraca Livre.

Tags: , , , , , , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Thais Polimeni

Thais Polimeni

Thais Polimeni é editora e uma das fundadoras do blog Cult Cultura e, ao lado de Leonardo Cassio e Daniel Ávila, é sócia-diretora da Carbono 60 - Economia Criativa. Publicitária, jornalista, paulistana, tiete e geminiana, Thais é viciada em teatro, cappuccino e wi-fi. Dizem que é descendente direta de Buda, mas na TPM, nem ela se aguenta. É colunista do Jornalirismo e tem seu alter-ego publicado aqui: facebook.com/thaisPOULAINmeni

RELACIONADOS

Os comentários estão desativados.