Fechar Menu [x]

Museu Da Empatia Chega Ao Brasil

Artes Visuais | Multicultural | Slider | Thais Polimeni 10/11/17 - 09h Thais Polimeni

193-museu-da-empatia-no-brasil-mam

Como é linda essa coisa de “jogar pro mundo”, né? No ano passado, escrevi aqui um post sobre o Museu da Empatia, uma iniciativa de um escritor australiano, com diversas atividades para estimular as pessoas a se relacionar com harmonia e se colocar no lugar do outro. No final do texto, joguei pro mundo: “Quem sabe a próxima parada não é o Brasil?“. E adivinhem? SIM! O Museu da Empatia desembarcará no Brasil em 18 de novembro. E o melhor? Em Sampa, cidade onde eu moro. Caba não, mundão! Às vezes a gente fica meio desesperançoso com as atrocidades que acontecem, mas aí esses pequenos acasos vêm pra mostrar que “há mais coisas entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia” (Shakespeare, né, mores).

Empathy-Museum-logoO Museu da Empatia, como eu comentei no texto de 2016, possui 3 projetos: “Human Library”, “A Thousand and One Books” e “A Mile in my Shoes”, e é este último que será montado no Parque do Ibirapuera, aberto o público do dia 18 de novembro a 17 de dezembro de 2017. Traduzido para “Caminhando em seus sapatos…”, a instalação terá o formato de uma caixa de sapatos gigante, em que o visitante entrará nela, escolherá um entre 25 pares de sapatos disponíveis e caminhará com eles pelo espaço ouvindo o depoimento do antigo dono dos sapatos. São histórias sobre perda, superação, inspiração, LGBTfobia, gordofobia, educação, cultura, acessibilidade, direito à cidade, entre outros.

Será um espaço para ouvir e refletir sobre experiências de vida que tocam em pontos fundamentais de nossos sentimentos, valores, crenças, percepções e atitudes”, explica Andréa Buoro, diretora do Intermuseus, instituição que trouxe, em conjunto com Artsadmin, o Museu da Empatia para o Brasil, com patrocínio do canal que eu mais amo: GNT (já falei dele aqui, aqui e aqui), em parceria com o British Council e o Instituto Alana, tendo a FCB Brasil como agência oficial (importante citar essa galera que traz essas delícias para o nosso país!).

Além da instalação “Caminhando em seus sapatos…”, o Intermuseus realizará, no dia 14 de novembro, no nosso querido MAM, o debate “Desafios contemporâneos: o potencial da empatia”, a fim de debater a importância da empatia na defesa de causas sociais e no enfrentamento dos conflitos.

Fico até emocionada quando vejo que tem mais gente se preocupando em buscar formas para ter relações saudáveis, sem anular o outro e, ao mesmo tempo, sem se anular. Há dois meses, eu publiquei um vídeo no nosso canal no Youtube com o tema “Diálogo”. Para ter um bom diálogo, é fundamental ter empatia, ou seja, estar disponível para enxergar o ponto de vista do outro e não necessariamente concordar com ele, mas entender. Aquela história da pós-verdade, né? (Os vídeos estão logo após a programação).

Para participar do debate, é necessário fazer uma pré-inscrição neste link até o dia 13 de novembro e aguardar a confirmação da vaga pelo Intermuseus.

Veja abaixo a programação completa:

8h30 – Credenciamento

9h – Abertura

9h30 – Bernardo Toro fala sobre empatia, conflito e mobilização social

10h15 – Painel ‘O lugar da empatia na sociedade atual’
Anamaria Schindler e Maria Ignez Mantovani Franco
Uma discussão sobre qual pode ser o papel da empatia em processos de transformação a partir de um cruzamento de olhares do mundo da educação, da cultura e do desenvolvimento social.

11h30 – Painel ‘A empatia no enfrentamento de conflitos’
Christian Dunker, Flavio Bassi e Marília Bonas
Uma troca de ideias sobre as os potenciais e limites da empatia frente aos desafios concretos colocados no cotidiano de organizações e pessoas na sociedade atualmente.

12h30 – Intervalo para o almoço

14h – Painel ‘A empatia como valor para os brasileiros’
João Jardim e Pedro Cruz
Um bate-papo com mediação de Bárbara Gancia sobre como o brasileiro se vê e vê a sociedade diante deste tema. Como valorizar a empatia e a estabelecer o público e do público com o universo retratado no mundo audiovisual.

15h – Painel ‘Construindo diálogos’
Karen Worcman e Rachel Briscoe
Quais as possibilidades de ativar a empatia a partir de projetos interativos. Os casos do Museu da Pessoa e do Museu da Empatia.

15h45 – Renato Janine fala sobre cultura política e democracia no contexto brasileiro atual

16h30 – Encerramento

Se você não conseguir ir, não se preocupe: se inscreve no nosso canal do Youtube, que postaremos um vídeo sobre o que rolou no evento (quem sabe até com algumas entrevistas, hein?). Clique aqui para se inscrever no canal – só precisa de um e-mail do Gmail :)

E programem-se para a chegada do Museu da Empatia. Que vai ser lindo, isso vai! <3

Vídeo sobre diálogo:


Vídeo sobre pós-verdade

Seminário Desafios contemporâneos: o potencial da empatia
Onde: Auditório do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM)
Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Parque do Ibirapuera, acesso pelo Portão 3
Quando: 14 de novembro, terça-feira
Horário: das 8h30 às 16h30
*Atividade gratuita
*Pré-inscrição em: https://www.intermuseus.org.br/inscricoes-desafios-contemporaneos
Estacionamento no local com zona azul R$ 5,00 por 2h – máximo 2 cartões por veículo

Museu da Empatia – Caminhando em seus sapatos…
Onde: Parque do Ibirapuera – Praça das Bandeiras (área externa do pavilhão da Fundação Bienal de São Paulo), acesso pelo Portão 3
Quando: de 18 de novembro a 17 de dezembro de 2017
Horários: de terça a sexta, das 10h às 19h | sábados e domingos, das 11h às 20h
*Entrada grátis | Capacidade de 25 pessoas por vez (senhas distribuídas no local)

Créditos Desafios contemporâneos: o potencial da empatia
Patrocínio: GNT
Organização: Intermuseu
Parceria: British Council, Instituto Alana
Agência oficial: FCB Brasil
Assessoria de Imprensa: Approach Comunicação
Apoio: Ashoka, Comitê Brasileiro do ICOM (International Council of Museums), Memória Web e Ovo

Tags: , , , , , ,