Fechar Menu [x]

Prenez Soin de Vous

Artes Visuais 31/08/09 - 01h Cult Cultura

No meu último fim de semana de “férias forçadas”, fui ver a exposição Cuide de Você, de Sophie Calle. O objeto que deu origem a isso tudo foi uma carta de fim de relacionamento. Para ser mais precisa, um e-mail com o qual o ex-namorado de Sophie terminou o namoro. Tentando entender e digerir essa atitude e numa alternativa para sublimar sua dor, Calle distribuiu essa carta para que 104 mulheres pudessem interpretá-la de acordo com suas respectivas profissões.

Não conheço a história em que se baseou esse fim e de maneira fria, sem saber mais sobre os protagonistas desse sad end, ousaria dizer que não houve culpa, nem coitados, tampouco pessoas insensíveis – como muitas das 104 sugeriam em suas argumentações, acusando o tal ex.

Acho que todo fim de romance causa alguma ou muita dor. E o fato de o fim ter-se feito através de palavras para serem lidas, pode apenas sugerir uma certa covardia, pois dessa maneira, não seria necessário ouvir as palavras do outro. A única saída seria aceitar a situação.

Sem sair em defesa daquele que impôs o fim, é triste esse olhar sob o aspecto feminista, com o orgulho ferido estampado de ódio. E desse modo, não me estranha que o maniqueísmo seja um dos maus de nossa sociedade que ainda permanece intrínseco em nossa capacidade de pensar o outro.

Talvez as mulheres sejam sim, dotadas de mais sensibilidade com os sentimentos humanos, do mesmo modo que sentem de maneira mais íntima a dor alheia. Por outro lado, ao ser atribuída a elas essa responsabilidade de dizer sua reação sobre um rompimento que não foi seu, abre-se caminho para um massacre coletivo ao sexo masculino. Será que em algum momento alguém pensou como eles interpretariam esse fim?

Embora saiba o quanto é difícil admitir a rejeição, acho que o mais importante é manter viva a vontade de sentir algo pelo outro e para o outro. Saber como sobreviver a essas situações nos faz sentir mais fortes e menos suscetíveis a possíveis novos enganos do coração. Talvez a solução seja não esquecer de dizer o quanto amamos uma pessoa e não nos arrependermos disso quando essa não for mais especial um dia. Talvez o “Cuide de Você”, não seja apenas um “cuide da sua vida”, mas sim, “cuide de você da maneira que você merece e eu não soube fazê-lo”…

Ainda dá tempo de ver:

Até dia 07 de setembro, no Sesc Pompéia.
Saiba mais em http://www.sophiecalle.com.br

Para ver mais fotos da exposição, clique aqui

Por Carol Kaizuka, texto e foto

Tags: , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Cult Cultura

Cult Cultura

Plataforma digital de cultura e economia criativa.

RELACIONADOS