Fechar Menu [x]

Arranha-Céu É O Filme De Ação Raiz

*Destaque-Home | Audiovisual 17/07/18 - 10h Cult Cultura

58-arranha-ceu-filme

Ah, os filmes de ação… Bons eram os tempos que grandes estrelas, ainda no seu auge físico, nos presenteavam com pérolas como Rambo, Comando Para Matar, Duro de Matar, Desejo de Matar, basicamente tudo de matar. Eram filmes complexos, com roteiros que desafiavam o intelecto do espectador? Longe disso, mas o cinema não precisa ser isso, não o tempo todo, pelo menos. Tudo é arte, e a ação (não a de super-heróis, mas sim aquela do protagonista brutamonte que só precisa de um motivo para explodir uma cidade inteira sozinho) é uma das mais antigas e menosprezadas artes do cinema.

Mas nós temos Dwayne “The Rock” Johnson, o grandalhão de 2 metros de altura de puro carisma. O maior (talvez o único) ícone de ação da atualidade em Hollywood. The Rock tem o que outros atores como Jason Statham e Vin Diesel não têm: capacidade de fazer até a menor das pessoas se relacionar com o que ele passa na telona. E “Arranha-Céu: Coragem Sem Limite” é mais uma empreitada do ator americano.

Claramente inspirada por Duro de Matar, a história conta como um pai faz de tudo quando sua família se encontra na linha de fogo (literalmente). Will Sawyer (Johnson) é um ex-militar, agora aposentado devido a um “acidente de trabalho” que trabalha com assessoria de segurança para grandes edifícios. Em uma viagem a trabalho para Hong Kong, ele se encontra pego numa história em que o maior prédio do mundo está em chamas e todo mundo acredita que ele seja o culpado. Agora fugindo da polícia, o veterano tem que provar sua inocência, encontrar os verdadeiros culpados e ainda salvar sua família, presa dentro do prédio que está sendo consumido pelo fogo.

A direção do filme está nas mãos de Rawson Marshall Thurber, responsável por um dos filmes mais divertidos (caso você não se importe em desligar um pouco a cabeça por uma hora e meia) do começo do século: “Com a Bola Toda”, com Bem Stiller e Vince Vaughn. Thurber se mostra competente para o gênero de ação, entregando cenas que, mesmo você sabendo muito bem o que vai acontecer na sequência, ainda vão provocar calafrios na sua espinha. E um diretor que sabe o que está fazendo quando filma uma obra de ação desenfreada com um ator que claramente nasceu para esse papel (que é o mesmo que ele já fez outras vezes) só pode ter como resultado final um filme divertido. E é isso que você terá ao entrar no cinema para assistir Arranha-Céu. 1 hora e 42 minutos de tiro, porrada e bomba. Cenas bem filmadas, efeitos que poderiam ser melhor, é verdade, mas que acabam por criar um certo charme no filme, dando uma vibe diferente dos outros filmes de ação de hoje em dia, diálogos e histórias que não vão exigir muita interpretação porque é tudo bem na sua cara, do jeito que um filme desses tem que ser.

Em resumo, “Arranha-Céu: Coragem Sem Limite” cumpre o que se propõe a fazer e se você assistir ao trailer e pensar “talvez eu goste desse filme”, posso afirmar sem medo: você COM CERTEZA vai gostar desse filme. É ação para fãs de ação, um belo tributo ao cinema dos anos 80 e 90 e mais uma prova de que Dwayne “The Rock” Johnson ainda vai estar por aqui por muito tempo. Um cara que lança 5 filmes por ano e continua tendo o apelo de chamar público para o próximo não é sorte ou acaso. É o talento natural de quem tem o tamanho necessário e o carisma de sobra para se tornar o grande ícone que já se tornou.

O filme está em cartaz desde o dia 12 de julho nas principais salas de cinema do país:

EuclidesPor Clids Ursulino. 30 anos. Música, cinema, futebol e política. E o que mais aparecer entre um café e outro.

Tags: , , , ,