Fechar Menu [x]

#CultMeetup: A Sensibilidade de “Carol”

Audiovisual | Thais Polimeni | TVCULT 24/02/16 - 07h Thais Polimeni

34-carol-cult-meetup

Sem a mínima pretensão, “Carol” é um filme revolucionário. É uma adaptação de um romance escrito em 1952, “The Price of Salt”, de Patricia Highsmith. Os personagens principais são mulheres, o que já seria uma revolução ainda nos dias de hoje (leia aqui sobre o protagonismo feminino no cinema). Muitas críticas focam a história do filme apenas na relação homossexual das duas personagens principais, mas “Carol” conta muito mais que isso. O envolvimento amoroso entre elas é um item muito importante para levantar a discussão sobre os direitos dos casais homossexuais, mas o que mais me chamou a atenção foi a delicadeza, a verdade e a sensibilidade da relação entre as personagens. É de tirar o fôlego!

Carol é uma mulher de quarenta e poucos anos que conhece Therese, de vinte e poucos, por acaso, em uma loja de brinquedos em que Therese trabalhava. As duas começam uma amizade muito forte, em que uma visita a casa da outra e trocam confidências. Carol está em processo de separação do marido, que reluta em aceitar sua decisão. Para tentar convencer a esposa a manter o casamento, ele a acusa de ter uma relação homossexual com Therese, o que seria um motivo para que a justiça concedesse a guarda da filha ao pai.

Fique tranquilo que eu não contei nenhum spoiler. Tudo está no trailer! Se você procurar por “Carol” no Youtube, vai encontrar diversos trailers, mas escolhi um que achei o mais especial (talvez você estranhe a tradução, mas é porque está legendado em português de Portugal). Parte do texto utilizado neste vídeo que eu divulguei acima é de uma carta de Carol para Therese. Quem já passou por essa fase de ter que se afastar de um amigo, mesmo que por um tempo, vai se identificar (se você se identificar, leia aqui a crônica que escrevi, uma reflexão sobre “ex-amigos”).

“Carol” foi indicado ao Oscar em 6 categorias. O mesmo número de indicações de “Spotlight” (leia aqui algumas curiosidades de “Spotlight”) e veja abaixo as indicações de “Carol”:

Melhor Atriz
Cate Blanchett – Carol
Brie Larson – O Quarto de Jack
Saoirse Ronan – Brooklyn
Charlotte Rampling – 45 Anos
Jennifer Lawrence – Joy – o Nome do Sucesso

Melhor Atriz Coadjuvante
Jennifer Jason Leigh – Os 8 Odiados
Rooney Mara – Carol
Rachel McAdams – Spotlight – Segredos Revelados
Alicia Vikander – A Garota Dinamarquesa
Kate Winslet – Steve Jobs

Melhor Roteiro Adaptado
Charles Randolph, Adam McKay – A Grande Aposta
Nick Hornby – Brooklyn
Phyllis Nagy – Carol
Drew Goddard – Perdido em Marte
Emma Donoghue – O Quarto de Jack

Melhor Fotografia
Carol
Mad Max: Estrada da Fúria
O Regresso
Sicario: Terra de Ninguém
Os 8 Odiados

Melhor Figurino
O Regresso
Carol
Cinderela
A Garota Dinamarquesa
Mad Max: Estrada da Fúria

Melhor Trilha Sonora
Carter Burwell – Carol
Ennio Morricone – Os 8 Odiados
Jóhann Jóhannsson – Sicario: Terra de Ninguém
Thomas Newman – Ponte dos Espiões
John Williams – Star Wars: O Despertar da Força

Tags: , , , , ,