Fechar Menu [x]
Novos Posts

#ExpressoBrasil: Quem é o Baiano Mais Baiano?

Audiovisual | Expresso Brasil | Leonardo Cássio 03/06/15 - 10h Leonardo Cassio

E nossa volta pelo Brasil chega ao único representante com a letra B: Bahia, mini documentário dirigido por Hilton Lacerda para a série “Expresso Brasil”. Não há lugar neste país que expresse melhor o espírito legítimo do brasileiro. O suingue, o ar de malandragem, a simplicidade, o DNA festeiro, o sorriso. O baiano concentra em si todos os elementos formativos da essência brasileira.

Salvador, a primeira capital do país e principal porta de entrada para a Europa na era colonial, é um dos principais cartões postais brasileiros. As praias, as festas e todo patrimônio material e imaterial fazem da cidade um dos lugares mais peculiares e belos do mundo. E quem apresenta com verdadeiro entusiasmo toda essa riqueza cultural é a cantora e bailarina soteropolitana Daniela Mercury.

O povo baiano tem algumas características que os diferencia do resto do país: proporcionalmente possui o principal contingente negro brasileiro; é uma população muito apegada ao misticismo e extremamente acolhedora, do tipo de chamar um desconhecido estrangeiro para dentro de sua casa que, segundo a cantora é uma marca do negro: “A coisa europeia ficou menos que a coisa negra”.

As duas principais religiões da Bahia são o candomblé e o catolicismo, e as duas mantêm forte representatividade na sociedade contemporânea. A Bahia de Todos os Santos apresenta uma população sincrética, que vivencia diariamente o diálogo com os santos e orixás e que tem uma relação com o corpo muito particular, legado dos negros expressado na dança e na capoeira. É tão forte a presença religiosa que um dos festejos oficiais do calendário do estado é um bem imaterial tombado: A Festa do Senhor Bom Jesus do Bonfim, e o Centro Histórico de Salvador, localizado no Pelourinho, conjunto com edificações e uma infinidade de igrejas do período colonial, é outra preciosidade tombada como Patrimônio Cultural pela Unesco devido ao seu valor histórico, sociológico e arquitetônico.

Daniela Mercury ressalta um fator importante da Bahia: a forte presença da mulher na sociedade. Ressalta que o estado cresceu matriarcalmente e que, devido a isso, muitas mulheres se destacaram na história baiana: Ana Néri, Maria Quitéria, Irmã Dulce, Maria Bethânia e, mesmo sem se autocitar, ela própria.

A cantora exalta a efervescência musical do estado, com nomes consagrados mundo afora como Dorival Caymmi, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Raul Seixas e Olodum, sem contar as manifestações com o Carnaval, que a cantora brinca parecer ser, este, o período do ano em que todos os baianos nascem, e a roda de capoeira, forma de expressão tombada como patrimônio imaterial e que tem o instrumento principal, o berimbau, como símbolo do estado.

A gastronomia é outro ponto alto deste estado do Nordeste. O dendê, o vatapá, a moqueca e o acarajé, que, para variar, também tem seu modo de fazer tombado como patrimônio. Talvez tenha sido esses aromas e essas cores que encantaram o fotógrafo francês Pierre Verger e tantos outros estrangeiros que acabaram virando bons baianos.

Passeie pela Cidade Baixa do Mercado Modelo e Elevador Lacerda, pela literatura de Jorge Amado, pelos blocos de carnavais, pelo Samba do Recôncavo Baiano e muitos outros belos lugares que você só encontra aqui, na série ExpressoBrasil:

Veja as outras matérias da série neste link.

Confira também um conto, escrito por este que vos “fala”, que se passa em Salvador: O Menino da Copioba.

Foto do banner: Tatiana Azeviche/ Setur (Fotos Públicas).

Tags: , , , , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Leonardo Cassio

Leonardo Cassio

Sócio-diretor da Carbono 60 - Economia Criativa, Leonardo Cassio é publicitário, jornalista e amante da sétima arte. Lê de mangá a física quântica e tem uma tatuagem do Pearl Jam.

RELACIONADOS

Os comentários estão desativados.