Fechar Menu [x]

Michael Jackson’s – This is It

Audiovisual | Música 16/11/09 - 10h Cult Cultura

Absolvição: essa é a ideia que o filme “Michael Jackson’s – This is It” passa aos espectadores após a morte do rei do pop.A vida do astro nos últimos 10 anos foi cercada de especulações, sensacionalismo e polêmica, fazendo com que muito do que foi produzido de bom tivesse sido esquecido. Mas pelo visto, MJ sabia do seu legado e queria mostrar porque tinha chegado aonde chegou.

A produção da turnê, apesar de nunca ter sido feita, mostrada no filme impressiona tanto pelo gigantismo quanto pela preocupação incessante com os detalhes. Os dançarinos e músicos são os melhores. A parafernália estrutural e visual de primeira, tudo suportada por muita criatividade na definição dos conteúdos. De dançarinos surgindo do chão até reprodução de um exército deles nas telas com ajuda da mais alta tecnologia visual: tudo é acompanhado de perto por Michael, que palpita em todos os processos e mostra que realmente ainda estava em dia com sua arte.

Um dos pontos altos da produção é a homenagem que o ídolo faria ao extinto Jackson’s Five, onde todo o palco recebe um design visual psicodélico enquanto ele canta na companhia de outros 4 cantores. Ninguém da família. Imagens de um Michael novo e cheio de vida, ainda negro e de Black Power, foram usadas na edição da película, alimentando o saudosismo do espectador e relembrando os momentos áureos do início de carreira e ascensão ao estrelato.

Outro momento interessante do filme é quando MJ passa a participar de uma cena do clássico do cinema Gilda. Ele assume o papel de Ballin e é perseguido por autoridades. Essa encenação, com direito a troca de tiros e vidros quebrados, é usada como introdução para Smooth Criminal. Essas cenas inspiraram algumas pessoas a pensar que Michael ainda estaria vivo, já que no filme, Ballin finge sua morte para depois ressurgir.

MJ impressiona pela boa forma, pela voz e pela dança. Com sua personalidade aparentemente frágil, zela e pede para que todos se preocupem juntos com o show que muita gente estava esperando para ver. Especialmente ele mesmo.

Muitos dizem que essa turnê seria feita para arrecadar dinheiro e quitar dívidas. Outros simplesmente afirmam que seria vergonhoso ver um idoso deformado no palco tentando reviver o sucesso. Recomendo que assistam ao filme e tirem suas conclusões. Mas já afirmo aqui a minha: Michael Jackson queria lembrar o mundo do que ele era capaz, lembrar a todos o que ele já tinha feito. Queria limpar seu nome, queria honrar a coroa que recebeu pela carreira.

Sua morte impediu que ele o fizesse, mas o filme alcança seu objetivo e lhe dá o mesmo que a justiça americana lhe deu nas acusações que recebeu há alguns anos: a absolvição.

Michael Jackson – Gilda
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=W4j3UjYeSns]

Por Marcio Moreira, publicitário e leitor do Cult Cultura

Tags: , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Cult Cultura

Cult Cultura

Plataforma digital de cultura e economia criativa.

RELACIONADOS