Fechar Menu [x]

Mostra de Cinema Holandês no SESI-SP

Audiovisual | Thais Polimeni 12/08/15 - 07h Thais Polimeni

kawboy-banner

A Holanda é fantástica. Minha primeira (por enquanto a única) viagem para a Europa foi para fazer um curso em Amsterdã e acho que por isso eu nutro um carinho todo especial por aquela região. Ela coleciona muitas peculiaridades, entre elas, a confusão do nome. O nome oficial para a região que chamamos de “Holanda” (em inglês, Holland) é “Países Baixos” (em inglês, Netherlands), que consiste em doze províncias, como a Holanda do Norte e a Holanda do Sul. Essas duas províncias formam, juntas, a Holanda, que tinha um grande poder marítimo e econômico no século XVII e, por isso, os Países Baixos passaram a ser conhecidos como Holanda no mundo todo. “Então quem nasce nos Países Baixos é o que?“. Pois é, só pra confundir um pouco, quem nasce nos Países Baixos são oficialmente chamados de holandeses.

Essa semana, a Delegação Holandesa está fazendo uma visita ao Brasil e participará, nessa sexta-feira, da abertura da Mostra Cine SESI-SP no mundo: Olhar Holandês, no prédio da Fiesp, na Avenida Paulista, com um discurso da Senhora Bussemaker, Ministra da Educação, Cultura e Ciência.

Foram, escolhidos, para a Mostra, seis filmes que serão exibidos em diversas unidades do SESI-SP, além de uma seleção de 10 Curtas Adultos (para maiores de 12 anos) e outra de 8 curtas infantojuvenis.

Veja abaixo a sinopse de cada um dos seis filmes e, clicando sobre o título, você verá as datas e locais de exibição:

Bardsongs
Drama Musical, 94 min

Na base deste filme há três contos populares do Rajastão, da África Ocidental e do Ladakh, narrados por canções executadas por celebridades dessas regiões e interpretados por atores locais que conhecem essas histórias. O foco está nas semelhanças entre três mundos totalmente diferentes: o de Sahir, cujo pai se recusa a emitir juízos sobre o seu destino; o de Bouba, aluno de uma escola corânica que tem de encontrar a maior parte de todo o conhecimento; e o de Sonam, que precisa vender sua dzo – um híbrido entre iaque e vaca – e parte em viagem para a cidade através dos Himalaias com sua filha. O espectador presencia um olhar sobre a sabedoria universal e musical.

Irmãs Gêmeas
Drama, 137 min

Baseado no bestseller de Tessa de Loo (1946) lido por mais de 4 milhões de pessoas na Holanda e na Alemanha, o filme conta a emocionante história das irmãs gêmeas separadas na infância e criadas em países diferentes e condições socioculturais distintas. Enquanto uma é levada para viver e trabalhar com tios ignorantes em uma fazenda no interior da Alemanha, a outra cresce no sofisticado ambiente de uma família de classe média na Holanda. A primeira casa-se com um oficial da SS nazista, a segunda apaixona-se por um judeu culto e de família bem estabelecida. Passada a Segunda Guerra Mundial, e depois de tantos anos sem notícias, elas finalmente se reencontram, mas as diferenças já são muitas. O tempo e a distância mudaram a forma de cada uma pensar e encarar a vida. Agora, a reaproximação tornou-se um desafio que elas não sabem se querem e conseguirão superar.

Kawboy
Drama, 81 min

Jojo, de 10 anos, adora seu pai, embora ele às vezes possa ser agressivo e de difícil convivência. Mesmo sabendo que não deveria, o menino encontra uma gralha e decide cuidar dela em segredo, dando-lhe o nome de Jack. Quando seu pai descobre que o filho tem mentido, os dois têm uma grande briga e o pássaro voa para longe. O garoto também foge, mas, no fim, não é Jack que o consola, é seu pai.

Shouf Shouf Habibi!
Comédia, 89 min

Abdullah, ou Ap, como é conhecido pela maioria das pessoas, tem 20 anos e é holandês, filho de pais marroquinos. Ele não sabe o que fazer da vida, mas quer ser uma estrela árabe de Hollywood, em todos os filmes que os americanos certamente farão após o 11 de setembro. O rapaz e seus amigos sonham com um futuro brilhante, cheio de riqueza e felicidade. No entanto, nenhum deles tem a menor perspectiva de uma carreira verdadeira. Na busca de uma direção, Ap passa por apuros e conflitos e vai parar no Marrocos. Alguns planos dão certo, outros nem tanto. O filme apresenta um fino senso de humor em um ritmo frenético sobre a segunda geração de imigrantes presos entre as tradições islâmicas e a mudança cultural.

Sopa de Sapo
Aventura, 75 min

Max vai dormir na casa da sua avó por uma noite, porque seu irmão mais velho, Jannus, vai passar por uma cirurgia de remoção das amígdalas. Para que ele volte a falar, a condição é levar ovos de sapo ao hospital na visita após a operação. Max foge e viaja para a natureza em busca dos ovos. Em seu caminho, encontra Jesse, uma menina da sua idade que quer se tornar enfermeira veterinária. Juntos, saltam de uma aventura para a outra: encontram uma lagarta que anda de forma engraçada, se deparam com um menino órfão que lhes ensina a ordenhar vacas leiteiras, com uma garota que brinca com porcos e até ficam cara a cara com uma raposa e um cervo! Será que a dupla conseguirá encontrar os ovos de sapo?

T.I.M. – A Máquina Incrível
Aventura e Drama, 80 min

Tibor, um garoto de 9 anos, tem apenas um amigo, seu robô doméstico desatualizado T.I.M.. Quando seu pai o negocia por um modelo mais novo, Tibor consegue salvar seu companheiro robótico do desmantelamento e empreende uma jornada épica até a única pessoa que pode repará-lo, o mítico fabricante de androides Hector Sammler. Nessa viagem por um mundo desconhecido durante a qual T.I.M. lentamente se desfaz, o menino se pergunta se eles nunca vão encontrar esse especialista. Se é que ele realmente existe…

Pra finalizar (e entender mais sobre a Holanda/ Países Baixos), veja o vídeo “Holland vs. Netherlands” abaixo:


Fontes: Holland.com e Han Brazil

Tags: , , , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Thais Polimeni

Thais Polimeni

Thais Polimeni é editora e uma das fundadoras do blog Cult Cultura e, ao lado de Leonardo Cassio e Daniel Ávila, é sócia-diretora da Carbono 60 - Economia Criativa. Publicitária, jornalista, paulistana, tiete e geminiana, Thais é viciada em teatro, cappuccino e wi-fi. Dizem que é descendente direta de Buda, mas na TPM, nem ela se aguenta. É colunista do Jornalirismo e tem seu alter-ego publicado aqui: facebook.com/thaisPOULAINmeni

RELACIONADOS

Os comentários estão desativados.