Fechar Menu [x]

Os 5 Mais Belos Visuais Cinematográficos Dessa Década

Audiovisual 15/03/18 - 10h Cult Cultura

30-direcao-fotografia-clids-ursulino

Na 90º cerimônia do Oscar, o maior prêmio da indústria do cinema, tivemos uma vitória da persistência que pouco será comentada. Roger Deakins, finalmente, levou sua primeira estatueta para casa. O diretor de fotografia, indicado anteriormente por nada mais nada menos que 14 vezes para o prêmio, sofria da síndrome de DiCaprio: sempre indicado, sempre um dos favoritos, sempre o “quase vencedor”.

Ontem, isso mudou (e com muita justiça), pois seu trabalho é incrível e, em Blade Runner 2049 (filme esse que deveria estar concorrendo ao principal prêmio da noite), não foi diferente. Cores, iluminação, enquadramentos… A captura de imagens e o tratamento das mesmas para esse filme foram, ouso dizer, o mais perfeito que o perfeito pode chegar no gênero sci-fi.

Separamos uma lista com alguns dos mais incríveis visuais dessa presente década, que, em alguns casos, tornam filmes ruins em toleráveis de tão bonitos que saem em seu resultado final. Divirta-se!

1) Apenas Deus Perdoa (2013)
1 apenas deus perdoa
Larry Smith, diretor de fotografia inglês, entrega, nesse filme de Nicolas Winding Refn, visuais que usam e abusam da escuridão misturada às fortes cores dos neons nos cenários por onde o protagonista passa. A iluminação tem grande importância e dita o ritmo que a trama se desenrola. Ótimo filme, que, com certeza, não seria tão interessante quanto é se a fotografia não fosse tão linda como saiu.

2) Drive (2011)
2 driveMais um filme de Nicolas Winding Refn e estrelado por Ryan Gosling, como o primeiro da lista. Dessa vez, a fotografia ficou a cargo de Newton Thomas Sigel, que, em 1995, já havia mostrado seu potencial com seu trabalho em “Os Suspeitos”. Mais um grande filme que se apoia (e bastante) em sua estética para criar a atmosfera de suspense conforme a história se desenvolve bem na nossa frente.

3) Doutor Estranho (2016)
3 doutor estranhoTalvez um dos filmes menos badalados do universo cinematográfico da Marvel, porém, na minha opinião, um dos mais bonitos. Doutor Estranho é um trabalho do diretor de fotografia britânico Ben Davis, também responsável por “Três Anúncios Para Um Crime”, um dos filmes mais bonitos de 2017. Em “Doutor Estranho”, Davis usa e abusa de truques de iluminação para destacar os super poderes de Stephen Strange e o resultado é de encher os olhos.

4) Sucker Punch – Mundo Surreal (2011)
Sucker PunchEu não sou um grande fã de Zack Snyder. Sinceramente, eu sou o contrário disso e a maioria de seus filmes eu assisto já com três pés atrás, se é que isso é possível. Grande parte disso é exatamente devido às fotografias que o diretor costuma utilizar em suas obras. Exemplos como “300”, “Watchmen” e “Liga da Justiça” logo me vêm a mente, pois foram casos em que a estética me incomodou e não foi pouco. Mas em “Sucker Punch – Mundo Surreal”, a escolha do diretor foi certeira (e talvez a única acertada em toda a obra, já que o filme é totalmente esquecível). Larry Fong, que trabalhou com o diretor em diversos filmes, é o diretor de fotografia de “Sucker Punch” e seu trabalho, nesse caso, é digno de aplausos. As imagens saltam aos olhos do espectador e a profundidade, especialmente durante as cenas de ação, são o que “salvam” a produção de Snyder. Infelizmente o filme não acompanhou a qualidade de suas imagens, mas não se pode ter tudo na vida, não é?

5) Bad Day for the Cut (2017)
5 bad day for the cutAinda sem título em português, o filme irlandês “Bad Day For The Cut” conta com visuais de emocionar quem está assistindo. Suas cores sombrias formam a união perfeita com a história, que fala sobre um fazendeiro que sai em busca dos assassinos da mãe. A direção de fotografia do filme é um trabalho de Ryan Kernaghan, ainda desconhecido do grande público, mas que não deve permanecer muito tempo no “anonimato”, pois seu talento tem algo de especial que, em breve, deve receber o reconhecimento merecido.

Bônus de TV: Breaking Bad (2008-2013)
6 breaking badUma das séries mais bonitas dos últimos tempos, Breaking Bad tem na estética um de seus grandes trunfos. Em suas 5 temporadas, a série contou, principalmente, com o diretor de fotografia Michael Slovis, responsável por 50 de seus 62 episódios. Os cenários arenosos e quentes da trama tiveram participação essencial em como a história foi contada. Responsáveis por episódios de séries como “American Crime Story”, “Homeland” e filmes como “Coração Valente” e “Além da Linha Vermelha” também recebem créditos por trabalhos na direção de fotografia em episódios específicos do seriado.

EuclidesPor Clids Ursulino. 30 anos. Música, cinema, futebol e política. E o que mais aparecer entre um café e outro.

Tags: , , , , , , , , ,