Fechar Menu [x]

Os Saltimbancos Trapalhões De Volta Aos Cinemas!

Audiovisual | Thais Polimeni 06/01/17 - 07h Thais Polimeni

4-os-saltimbancos-trapalhoes

Os contos dos Irmãos Grimm são tão universais que ganham novas versões até hoje. “Os Músicos de Bremen“, por exemplo, foi publicado em 1819 e fala sobre um burro, um cachorro, um gato e um galo que saem da casa de seus donos em busca de liberdade. Em 1976, o compositor italiano Sergio Bardotti (em 2017 é celebrado 10 anos de seu falecimento), em parceria com o músico argentino radicado na Itália Luis Enríquez Bacalov, lançaram o musical “I musicanti“, gravado pelo grupo “Ricchi e Poveri”. O musical infantil foi inspirado nesta fábula de 1819 dos Irmãos Grimm, alterando o gato por uma gata e o galo por uma galinha, pois o grupo musical era formado por dois homens e duas mulheres. Em 1977, Chico Buarque lança sua versão brasileira de “I musicanti“, surgindo, então o aclamado álbum infantil “Os Saltimbancos“.

A montagem teatral, no Brasil, estreou também em 1977, no Rio de Janeiro, no Canecão, com nada menos que Marieta Severo, Miúcha, Pedro Paulo Rangel e Grande Otelo no elenco e Bebel Gilberto integrando o coro infantil com os demais artistas mirins. A produção rendeu o Troféu APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) de Melhor Espetáculo e o Troféu Mambembe na Categoria Especial para Chico Buarque pela adaptação da obra.

Quatro anos após a estreia nos palcos, a história tomou conta dos cinemas com o longa “Os Saltimbancos Trapalhões“, com argumento assinado por Chico Buarque, Sergio Bardotti, Renato Aragão, Tereza Trautman e Antonio Pedro. A atriz Lucinha Lins interpretou a Gata, que ficou na memória de todas as crianças que assistiram ao filme na década de 80 (veja abaixo a cena clássica da música “História de uma gata”).

Agora, em 2017, “Os Saltimbancos Trapalhões” voltam às telonas em uma nova versão. Protagonizada por Didi, o filme é uma viagem ao universo circense, que faz refletir sobre a importância da preservação dessa manifestação cultural no nosso país. No ano passado, publicamos, em nosso canal no Youtube, uma AgendaCult com dicas sobre eventos relacionados ao circo, em comemoração ao Dia do Palhaço (veja aqui). As pessoas da minha geração que viram “Os Trapalhões” pela TV carregam na memória o conceito dos palhaços atrapalhados que só se metem em confusão. Em “Os Saltimbancos Trapalhões”, Didi apresenta um palhaço de personalidade ingênua, alma boa e grande inteligência, sem perder o humor natural de quem tem essa profissão tão pouco valorizada (e muitas vezes mal interpretada).

Dedé também participa da nova versão do filme cujo roteiro mantém dois outros personagens do original: Assis Satã (interpretado por Marcos Frota, um dos maiores incentivadores do circo no Brasil) e Barão Bartholo, dono do Grande Circo Sumatra que corre o risco de ir à falência e ser alugado para comícios e eventos do ganancioso prefeito da cidade. Além das músicas do primeiro filme que agradam todo o público, ainda há uma inédita de Chico Buarque!

Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood” é uma linda homenagem a Renato Aragão e aos artistas dos palcos. Uma prova de que é possível fazer uma comédia sensível que diverte as crianças e emocionam os adultos (sim, estou uma manteiga derretida ultimamente!). A estreia de “Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood” será dia 19 de janeiro. Dá pra aproveitar o restinho das férias e levar as crianças para ver esse filme capaz de unir diferentes gerações!


ELENCO “Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood”
Renato Aragão – Didi Mocó
Dedé Santana – Dedé
Letícia Colin – Karina Bartholo
Emílio Dantas – Frank Severino
Alinne Moraes – Tigrana
Marcos Frota – Assis Satã
Roberto Guilherme – Barão Bartholo
Livian Aragão – Luiza
Rafael Vitti – Pedro
Maria Clara Gueiros – Zoroastra
Nelson Freitas – Prefeito Aurélio Gavião
Marcos Veras – Carlos

FICHA TÉCNICA
Direção: João Daniel Tikhomiroff
Roteiro: Mauro Lima
Produção executiva: Romulo Marinho Jr.
Produtor Associado: Carlos Diegues
Produtores: Eliane Ferreira, Hugo Janeba, Michel Tikhomiroff e João Daniel Tikhomiroff
Produção: Mixer
Argumento: Claudio Botelho, Charles Möeller e Renato Aragão
Montagem: Leticia Giffoni
Direção de Fotografia: Helcio “Alemão” Nagamine, ABC
Direção de Arte: Cláudio Amaral Peixoto
Direção Musical: Claudio Botelho e Charles Möeller
Trilha Sonora: Marcelo Castro
Edição e Mixagem de Som: Alessandro Laroca, Armando Torres Jr., ABC e Eduardo Virmond Lima

Tags: , , , , , , , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Thais Polimeni

Thais Polimeni

Thais Polimeni é editora e uma das fundadoras do blog Cult Cultura e, ao lado de Leonardo Cassio e Daniel Ávila, é sócia-diretora da Carbono 60 - Economia Criativa. Publicitária, jornalista, paulistana, tiete e geminiana, Thais é viciada em teatro, cappuccino e wi-fi. Dizem que é descendente direta de Buda, mas na TPM, nem ela se aguenta. É colunista do Jornalirismo e tem seu alter-ego publicado aqui: facebook.com/thaisPOULAINmeni

RELACIONADOS

circodinapolib1
Circo Di Napoli
  • 11/11/13 - 12h