Fechar Menu [x]
Novos Posts

Estação Educativo – Museu da Língua Portuguesa

COACHCULT | Cultura Digital | ENTREVISTAS | Leonardo Cássio 05/01/15 - 02h Leonardo Cassio

estacao-educativo

Na região central de São Paulo existe um museu dedicado exclusivamente à língua portuguesa. Com obras que unem criatividade, cultura e tecnologia, o Museu da Língua Portuguesa coleciona fãs de todas as idades, que têm a oportunidade de visitar as instalações localizadas em um patrimônio histórico do Século XIX.

Em suas buscas pela internet, nosso blogueiro Leonardo Cássio descobriu a plataforma “Estação Educativo”, uma espécie de Museu da Língua Portuguesa virtual, disponível para internautas de todas as regiões. Há, inclusive, acesso em libras – Língua Brasileira de Sinais.

O Diretor do Museu, Antonio Carlos de Moraes Sartini, e a Coordenadora do Educativo, Marina Sartori de Toledo, concederam uma entrevista ao Leo, explicando sobre a Plataforma virtual que integra, de forma dinâmica, o conhecimento sobre nosso idioma! Confira abaixo:

Cult Cultura: O Museu da Língua Portuguesa é um dos grandes pontos de referência da cidade de São Paulo, sendo um dos museus mais visitados em toda a América do Sul. Além da riqueza temática do que aborda, a língua portuguesa, o espaço chama atenção pelo uso de tecnologia de ponta e ferramentas de interatividade. A tecnologia tornou-se a principal ferramenta para exposição de conteúdos?

mlp1Museu da Língua Portuguesa: Veja, no caso do Museu da Língua Portuguesa, que tem por foco o nosso idioma, em sendo o acervo intangível o uso de recursos tecnológicos acaba facilitando muito a comunicação dos conteúdos. Além disso, propicia uma dinâmica e interatividade que fazem parte da própria língua portuguesa. Contudo, a tecnologia é mais uma “ferramenta” disponível para tal comunicação. Existem outras ferramentas, outras possibilidades de uma escrita expositiva. O importante é o museu ter acesso a todas estas possibilidades e saber fazer bom uso das mesmas, valendo-se da mais adequada para a comunicação de seus conteúdos e acervos. Em resumo, a principal ferramenta para a exposição de conteúdos em um Museu é o bom senso!

Cult Cultura: O Museu da Língua Portuguesa é um dos aparelhos museológicos pertencentes à Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, assim como o Catavento Cultural, o Museu da Imagem e do Som (MIS) e Museu do Futebol. Eles têm em comum o uso intensivo de tecnologia para suas exposições e atividades. Há um intercâmbio entre as instituições com relação ao desenvolvimento de novas tecnologias?

Museu da Língua Portuguesa: No caso do Museu da Língua Portuguesa e do Museu do Futebol, que são administrados pela mesma organização social de cultura, que mantém contrato de gestão para tal com a Secretaria de Cultura do Estado, podemos dizer que este intercâmbio é permanente e constante. Com os demais Museus, o intercâmbio existe, mas é muito tênue, ainda.

Cult Cultura: Uma das questões centrais atualmente nos planos de trabalhos de instituições museológicas são as ações educativas. Neste ano, no V Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus, o Museu da Língua Portuguesa conquistou um terceiro lugar com o projeto “Estação Educativo – MLP – Plataforma na WEB do Núcleo Educativo do Museu da Língua Portuguesa”. Como vocês definem a plataforma e de onde veio a ideia de realizar uma ação educativa desta forma?

Museus da Língua Portuguesa: A Plataforma é mais um “braço” educativo do Museu, que realiza inúmeras ações neste sentido, dentro de suas instalações, no espaço público da Estação da Luz e em outros espaços pela cidade e pelo estado de São Paulo. É, ainda, um espaço virtual onde o Museu pode trabalhar a difusão e mesmo a preservação. Preservação, no caso, entendida com a valorização da língua. A Plataforma é um antigo sonho nosso, que permite ao Museu cumprir com seus objetivos, alcançando os mais diferentes públicos e os mais distantes locais. A ideia é antiga e de alguma maneira até meio óbvia, um Museu da Língua Portuguesa, um museu com acervo intangível, um museu que aposta nas ações educativas, necessariamente deveria atuar virtualmente também!

mlp2Cult Cultura: A plataforma simula linhas de metrô onde cada estação possui uma informação ou conteúdo sobre a língua portuguesa e que o internauta deve percorrê-las para acessar. A ideia tem uma clara ligação com a dinâmica da cidade de São Paulo e com o próprio museu, que fica ao lado de uma estação de trem e metrô. Este formato já estava pensado desde o início do projeto ou ele veio como uma forma diferencial de navegação após já se ter o conteúdo inicial da plataforma?

Museu da Língua Portuguesa: A plataforma já nasceu como um espaço dinâmico, de reunião de muitas e diversas informações. A ideia das linhas de metrô nasceu desse dinamismo que queríamos empreender e dos diversos e distintos públicos que desejávamos atender. Como resolver visualmente e dinamicamente a administração de conteúdos focados para diferentes públicos: professores, crianças, pesquisadores, público em geral?

Além da relação com o próprio espaço ocupado pelo Museu, as linhas de metrô nos passam a sensação de algo em movimento, por onde nos movimentamos, por onde podemos ir, vir, voltar. São locais de chegadas e partidas, de encontros, de conhecimento, de conexões, enfim, guarda a ideia de dinamismo da própria língua portuguesa, que nunca está parada, que a todos nós transporta.

Cult Cultura: O Estação Educativo está em uma plataforma gratuita? Tecnologicamente falando, o que foi necessário para sua produção?

Museu da Língua Portuguesa: Não, a plataforma não está em uma estrutura gratuita, até porque em uma plataforma gratuita dificilmente teríamos possibilidade de desenvolver algo tão personalizado.

Ela está conceituada em um conjunto de sites, sendo como um grande portal, onde a partir da home, temos diversos conteúdos específicos. Tecnicamente hoje temos mais de 40 páginas dentro deste portal. O grande desafio, além do conteúdo, é trabalhar com as diferentes programações para smartphones, computadores, linha Apple e alinhar se determinado conteúdo está de acordo com as diversas políticas de cada um.

Utilizamos algumas plataformas gratuitas como o Issuu para a Biblioteca e o WordPress para o blog do Educativo, uma vez que agilizam e já são ferramentas criadas que funcionam.

Então tecnicamente a plataforma é uma estrutura de portal com diversos conteúdos internos. Cada conteúdo focado para um público diferente: ora para professores, ora para crianças, ora para o público em geral. Então esta diversidade reflete a plataforma tal qual a diversidade que a conceituou.

Cult Cultura: Os parceiros da plataforma (de conteúdo, infraestrutura ou financeiro) são os mesmo do museu? Estão em outras ações da instituição?

Museu da Língua Portuguesa: O conteúdo é majoritariamente fornecido pela própria equipe do Museu, eventualmente especialistas são contratados para tal. Temos como objetivo torná-la uma plataforma cada vez mais colaborativa. Porém, como é a plataforma do Museu da Língua Portuguesa e tem um viés Educativo, sempre haverá o desafio de como administrar os conteúdos. Os recursos, até hoje, são oriundos do orçamento provido pela Secretaria de Estado da Cultura. Já a infraestrutura é dada por uma empresa especialmente contratada para este fim e que foi primordial para que a plataforma tivesse a formatação atual.

Cult Cultura: A democratização e o acesso universal à cultura são planos centrais das políticas públicas no Brasil. Neste sentido, o acesso em Libras disponibilizado pela plataforma é louvável. O resultado tem sido bom?

Museu da Língua Portuguesa: Como a plataforma ainda está em fase de implantação, temos ainda pouco retorno. Vamos começar a divulgá-la mais a partir deste mês de janeiro e aí poderemos ter uma avaliação.

Cult Cultura: Algumas linhas ainda não possuem estações e algumas estações ainda não estão 100% em funcionamento. O que devemos esperar?

Museu da Língua Portuguesa: As redes de metrô em todo o mundo e especialmente nos países em desenvolvimento como é o caso do Brasil, estão em constante estado de expansão, por vezes carentes de recursos, mas sempre crescendo, tentando dar conta de uma demanda reprimida. Acho que a ideia da plataforma é esta, também. Daí algumas linhas com estações em construção, estações fechadas para reforma. Em construção está principalmente a “Linha dos Jogos”, que começa a ser desenvolvida com o dinheiro do Prêmio Ibermuseus. Já a linha de cor cinza, que não tem estações, será a linha customizada de cada visitante. Cada pessoa poderá ter suas estações de preferência em uma única linha, arrastando-as da linha de origem. Somente ela verá sua própria linha. Esse recurso ainda está em fase de criação

Cult Cultura: Por fim, há outras iniciativas do MLP neste sentido de levar o museu ou atividades através de ferramentas extramuros?
Utilizando a tecnologia, temos o “Projeto Dengo”, que leva o museu aos hospitais. Munidos de laptops com parte de nosso acervo e recursos instalados, os educadores do museu visitam alguns hospitais e desenvolvem dinâmicas e jogos com crianças e jovens em tratamento, explorando aspectos da língua portuguesa e cultura brasileira.

Temos ainda ações extramuros realizadas no saguão da Estação da Luz, com jogos físicos e outras atividades.

—-

Conheça o projeto Estação Educativo: www.estacaoeducativomlp.com.br

Tags: , , , , , , , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Leonardo Cassio

Leonardo Cassio

Sócio-diretor da Carbono 60 - Economia Criativa, Leonardo Cassio é publicitário, jornalista e amante da sétima arte. Lê de mangá a física quântica e tem uma tatuagem do Pearl Jam.

RELACIONADOS