Fechar Menu [x]
Novos Posts

CultIndica: Requebre Ao Som Pensante Do Baiana System

CultIndica | Leonardo Cássio | Música 31/05/17 - 10h Leonardo Cassio

108-baiana-system-filipe-cartaxo

É muito comum ficarmos um tempo empacados no Youtube, Spotify ou qualquer outra plataforma onde se possa ouvir música na mesma playlist. Os motivos são variados: sem tempo para pesquisar coisas novas, comodidade com sons conhecidos ou preconceito, conforme abordado do no texto (clique aqui para ler) sobre o primeiro álbum do Harry Styles.

Ouvindo um podcast, um dos participantes deu uma dica: “ouça o Baiana System. É axé de um jeito que você nunca ouviu ou ouvirá”. Caramba, axé? Mesmo sabendo do impacto que teve (clique aqui para ler sobre o documentário “AXÉ”) e da importância nostálgica para pessoas com a minha faixa de idade, o ritmo não é do meu gosto.

Resolvi ouvir, pois, caso contrário, cairia no mesmo ciclo de sempre, de ouvir o que já ouço e pesquisar sobre o que já pesquiso. Rapaz, moça, vou dizer: é porreta o negócio. Surgido em 2009 na cidade de Salvador, Bahia, o Baiana System revitaliza o tradicional ritmo do estado, misturando-o com sound system, técnicas de som advindas da Jamaica, utilizadas também em ritmos maranhenses (clique aqui para conhecer a Jamaica brasileira) que moderniza as guitarras e percussões baianas tradicionais do axé.

É um som alegre, descontraído, e com boas doses de humor crítico. Lucro (Descomprimindo), faixa do segundo álbum da banda, Duas Cidades (2016) é um exemplo:

“Tire as construções da minha praia
Não consigo respirar
As meninas de minissaia
Não conseguem respirar
Especulação Imobiliária
E o petróleo em alto mar
Subiu o prédio eu ouço vaia
Eu faço figa pra
Pra essa vida tão sofrida
Terminar bem sucedida”

Duas Cidades tem 12 faixas e foi produzido por Daniel Ganjaman, produtor de discos do Criolo e Sabotagem, entre outros. A faixa Playsom deu um impulso ao álbum após compor a trilha sonora do game fenômeno Fifa 2016. O primeiro álbum da banda é de 2010, Baianasystem, que contou a com a participação do inventivo B-Negão.

Alguns veículos especializados em música colocam Duas Cidades como um dos melhores álbuns de 2016 e o show do grupo tido com um dos mais impressionantes da cena musical brasileira. Baiana System é formado por Russo Passapusso, Marcelo Seco, Wilton Batata, Robertinho Barreto e João Meirelles. O site oficial da banda (clique aqui para acessar) tem uma imagem na home que define o astral da banda.

Para começar a curtir o Baiana System, fica nossa indicação da novíssima Invisível, música provocativa que a atual concepção visual da banda, realizada pelo artista Filipe Cartaxo (a foto do post também é dele):

Tags: , , ,