Fechar Menu [x]

Leandro Brenner Trio

Música 19/04/11 - 10h Cult Cultura

Hoje, no tradicional Teta Jazz Bar, na Cardeal Arco Verde, em São Paulo, terá a apresentação do Leandro Brenner Trio, formado pelo Diretor Musical e Violonista Leandro Brenner, o baterista Bruno Tessele e o baixista Fil Caporali.

Cada um desses jovens e talentosíssimos músicos tem um currículo de peso. Iremos colocar o currículo de cada um aqui no blog, começando por quem dá o nome ao trio: o grande violonista Leandro Brenner. Nos próximos posts (quando serão divulgados os próximos shows), apresentaremos Bruno Tessele (bateria) e Fil Caporali (baixo).

Então hoje, nos encontramos no Teta Jazz Bar!

Leandro Brenner Trio
Terça-feira, 19 de abril, 22h
Teta Jazz Bar
Rua Cardeal Arcoverde, 1265 – Pinheiros

Leandro Brenner
http://www.myspace.com/brennerguitar

Formado em música pela Universidade Federal de Santa Maria, iniciou seus estudos em 1998 no Instituto da Música de Passo Fundo – RS. Logo entrou em sua primeira banda profissional, a “Banda Quimera”, com a qual gravou dois singles e apresentou – se em diversas cidades do interior do estado, principalmente em eventos da rede Atlântida de rádio. Neste período teve a oportunidade de assistir ao workshop do guitarrista Alegre Correia, o qual o chamou atenção pela primeira vez para música instrumental.

Em seguida, mudou-se para Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde em 2001 participou do Festival de Inverno de Vale Vêneto organizado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Entrou em contato com vários músicos, estudantes e concertistas, e participou de master classes com o violonista italiano Andréa Dieci – que o impulsionou a um estudo direcionado para a música “erudita” e, conseqüentemente a ingressar em um curso superior de música.

No início de 2002, já estudante da UFSM, teve uma experiência determinante para seu futuro musical quando participou do “Segundo Encontro de MPB – Brasil Instrumental” do Conservatório de Tatuí – SP. No qual teve contato direto com nomes diferenciados da música instrumental brasileira, como: Hermeto Pascoal, Nenê, Guinga, Lula Galvão, Heraldo do Monte, Itiberê e Orquestra Família, Cezar Camargo Mariano, Trio Curupira, Leia Freire, Vinicius Dorin, Fernando Correia, Benjamim Taubkin, Hamilton de Holanda, Rogério Caetano, Daniel Santiago, Época de Ouro. Esta overdose musical o direcionou a São Paulo onde, a convite de alguns amigos feitos no próprio festival, se apresentou junto ao guitarrista Ricardo Silveira.

Pela UFSM, foi aluno do violonista Krishna Salinas e participou de master classes com Eduardo Castañera (ARG.), Gustavo Assis Brasil (BRA/EUA) e Bruno Giufreddi (ITA.). Apresentou – se como solista e em grupos de câmara em recitais e projetos da própria Universidade. Em paralelo, estudou música popular e apresentou-se em diversas formações de grupos instrumentais. Além disso, trabalhou como guitarrista e violonista em bandas de apoio a artistas populares, participando da gravação de um disco com a banda “Pylla C-14” e de apresentações em diversas cidades do RS.

Em 2005 mudou-se para São Paulo e passou a ter aulas com Djalma Lima, Michel Leme, Sandro Haick, Thiago Espírito Santo e Arismar do Espírito Santo. O que o influenciou de forma natural na musica popular.

Em 2008, trabalhou com o multi-instrumentista Sandro Haick no Estúdio Haick e passou a integrar o quarteto do contra – baixista Marcelo Randemarck. Além disso, apresentou-se em importantes casas de música instrumental na cidade de São Paulo (Teta Jazz Bar, Mojave, Livraria da Esquina, All of Jazz, Saracura, Freetura) com violão solo ou em formações instrumentais – onde teve a oportunidade de tocar em shows e em “canjas”, ao lado de músicos como: Sandro Haick, Arismar do Espírito Santo, Alex Buck e Thiago Espírito Santo.

Participou também da gravação do cd de estréia da cantora Milena Castro, apresentando-se ao lado dela em diversas ocasiões, inclusive no lançamento do filme “Chega de Saudade”, executando a trilha sonora do filme em sua premiere no parque do Ibirapuera em São Paulo – SP. Apresentou-se ainda no “Clube Caiubi” de compositores e tocou em importantes casas do país, como sala Baden Powell (Rio de Janeiro) e Palácio das Artes (Belo Horizonte).

Em 2008 participou da gravação do disco “A Kind of Bossa” do cantor Rodrigo Del Arc, com o qual tem feito apresentações na cidade de São Paulo (no Ao Vivo Music, Clube Paineiras, All Of Jazz, Livraria Cultura, Auditório do Shopping Cidade Jardim, Livraria Cultura, Fnac Paulista), em Campinas (Casa São Jorge, auditório Unicamp) e Rio de Janeiro (Espaço Rio Carioca). Neste período estudou com o violonista Alessandro Penezzi e com o guitarrista Michel Leme, com o qual desenvolve um método de ensino pela “In Concert Academia de Música”.

Há quatro anos, lançou ao lado da cantora Ana Gilli o show: “Como Dizia o Poeta” – Tributo a Vinícius de Moraes, e em 2009 o especial “Violão Vadio – Especial Baden Powell”. Trabalhou ainda como diretor musical e violonista na peça baseada na vida de Vinícius de Moraes: “MPBar canta Vinícius de Moraes” no auditório do INSPER -SP. Com direção de Nany di Lima.

Tags: , , , ,

COMPARTILHE ESTE POST

COMPARTILHE

COMPARTILHE

Cult Cultura

Cult Cultura

Plataforma digital de cultura e economia criativa.

RELACIONADOS